Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2010

FELIZ ANO VELHO

UM ERRO DE ESCRITOR

Imagem
Um defeito que o escritor não pode ter é ser apegado ao que escreve. Eu sei disso e tenho que reconhecer que melhorei muito, mas é que quando a gente cria algo que gosta, mesmo sabendo que não se encaixe perfeitamente no contexto é difícil apagar.

O texto abaixo era o começo de um conto que estou escrevendo, mas como em contos não temos espaço para desenvolver demais os personagens, terei que tirar esta parte. Com este sentimento de apego pelo que escrevi resolvi publicá-la. Servirá como conhecimento do personagem, mas talvez até isto seja uma desculpa para justificar minha falta de coragem em simplesmente jogar fora.



SANDOR MARAI - CRÍTICA LITERÁRIA

Imagem

BOOK - A REVLOUÇÃO TECNOLÓGICA

POR QUE JOYCE?

Imagem
Certa vez, estive numa exposição de Joseph Beuys, considerado o maior artista alemão contemporâneo e um dos mais expressivos de toda a europa. Mais que artista, Beuys foi um importante agitador cultural. Entre suas práticas, reunia grupos de intelectuais, artistas e muitos estudantes para questionar a política e o modus operandi vigente. Um dos seus ciclos de pinturas, que me chamou bastante a atenção, ele fez 355 desenhos inspirados em Ulisses, de James Joyce. E de novo, uma questão antiga veio bater a porta do meu senso crítico – Por que Joyce? Por que quase todos os artistas são obrigados a confessar sua influência? Acredito que a notoriedade do escritor  irlandês deve-se ao fato de ele ter sido o primeiro a se aproximar da voz da consciência. O pioneiro a dar, pelo menos um pouco, de inteligibilidade àquilo que possuímos de mais profundo e essencial. Mas tudo isto, não passa de especulação. O fato é que Joyce continua entusiasmando artistas em todas as áreas. O mais impressionante …