Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2012

Ian McEwan - FLIP 2012

Imagem
Aquela ansiedade que nos faz repetir diversas vezes o que queremos dizer quando encontrarmos a pessoa. Não costumo sentir isso, mas eu esperava há uns 6 anos para ver meu escritor favorito de frente. Em sua palestra Ian pareceu tranquilo e divertido. O mediador da mesa não ajudou muito, pouco conhecia a sua obra e a organização o colocou com outra escritora, Jenifer Egan, sendo que McEwan reconhecidamente merecia uma mesa sozinho. Não disse nada que me impressionasse demais, mas sua obra fala por si só e ele não precisa dizer mais nada depois de ter publicado tanta coisa boa.

Jonathan Franzen na FLIP 2012

Imagem
Jonathan Franzen é a bola da vez na literatura mundial. Best-seller em todos os países onde seus livros foram publicados, seu último Liberdade permaneceu durante meses como o livro mais vendido nos EUA. Estrela no segundo dia da FLIP, embora seja contra esse status, admite estar no topo das paradas. Falou sobre sua revolta de, cada vez mais, existir apenas três categorias de artistas – super stars, stars e os joão ninguéns. E o quanto isto faz a literatura perder talentos que por não serem lidos por milhões acabam não sendo lidos por ninguém. Liberdade é um livro bastante contemporâneo que vale a pena ser lido para que se possa entender as neuroses de uma típica família americana da era Bush. Os personagens, nos apresentam seus problemas e acabam tornando-se parte das nossas vidas, pois como ele disse em sua palestra “Quem quer saber de alguém em que na sua vida tudo dá certo?”