Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2009

CELESTIAL!

Imagem
Mais uma vez tive a sensação de ter vivido o ideal, de ter reunido no plano onírico todas as perfeições concebíveis e independentes da realidade. Pareço ter nascido para viver lá, onde, para mim, tudo se parece mais adequado. Talvez eu devesse fechar os olhos para poder viver de verdade. O Esaú Wendler tem razão quando diz que “a realidade é o pesadelo do mundo dos sonhos.” Mas apesar desta minha fascinação pela subjetividade, sei que ela não moldará o mundo condensado no qual passo a maior parte do tempo.

Aquela maravilhosa música que vez por outra aparece no meu sonho me veio ter de novo esta noite. Quão bela ela é! A satisfação de sonhar só existe porque durmo esperando tê-la ao meu lado. Só para mim. Hoje estava muito forte, mais do que nunca. Ainda está próxima... como se tivesse viajado junto com minha consciência e agora também terá que enfrentar os desafios deste outro mundo, forçando-se para existir - assim como eu - numa realidade que não é a sua.

É SOMENTE VOCÊ COM VOCÊ MESMO

Imagem
Uma força concentrada abaixo do seu corpo o leva para cima da superfície e ele começa a movimentar os braços, ao tocar a água sente suas mãos ainda mais geladas. Quando a esquerda vence a resistência da superfície, ele a empurra mais para baixo e depois a puxa para trás, conduzindo-a até o quadril. Ao sair, entra a outra para repetir o mesmo semi-círculo.

Quem o avista de cima do morro, vê apenas mais um desconhecido, de roupa preta, boiando e agitando os braços no oceano. Mas ele está dentro do movimento e vive um certo "ênxtase" de tanta consciência que deposita no ato. Questionou-se outrora se seria melhor ficar com o braço mais ou menos tempo dentro da água, testou as duas formas e como não percebeu diferença alguma, deixou a circunvolução, ocorrer naturalmente.

Mais por intuição do que pelo que vê, sabe que precisa estar rapidamente lá fora. Faz mais força. Rema. O mar cresce à sua frente e a primeira onda passa eclipsando a visão do sol quase vermelho que se põe no h…

FEST-YÔGA E IRON MAN TUDO NUMA MESMA ILHA

Imagem
Tive a sorte poder frequentar no mesmo final de semana em Florianópolis dois eventos bastante motivantes: o Festival Internacional de Yôga que acontece todos os anos na Praia dos Ingleses e o Iron Man que também tem sua largada anual bem próximo dali, em Jurerê Internacional. Apesar de parecerem destoantes, estas duas modalidades se assemelham em diversos aspectos. A começar por uma disciplina ferrenha que tanto os yôgins, que se dedicam seriamente a esta filosofia, quanto os Iron mans possuem. Nos dois casos, a dedicação e o amor pelo que fazem são muitas vezes incompreendidos pelos demais mortais.

Durante a prova do Iron, meu avô, que me fazia companhia no evento, indagou “Eles não possuem patrocínio?” Poucos, menos de 10% dos 1500 atletas que se jogaram na água fria do mar naquele domingo escuro possuíam algum tipo de incentivo financeiro. Os demais são empresários, profissionais liberais, engenheiros e fazem aquilo tudo por puro life style. Também é comum as pessoas estranharem o …

MASP ESPECIAL

Imagem
O MASP está merecendo uma visita. Com três exposições de altíssimo nível o Museu de Arte de São Paulo está de parabéns. Destaque especial para o mais Nova Iorquino e reconhecido dos artistas brasileiros Vik Muniz. Seu trabalho é de uma dedicação e precisão de impressionar a qualquer um.

A história de Vik Muniz é bastante interessante. Ele morava em São Paulo, trabalhava com publicidade e jamais pensara em ser artista. Um dia foi apartar uma briga na rua e quando estava voltando para o seu carro um dos indelinquentes atirou na sua perna. O cara era rico e ofereceu uma boa grana para que ele não prestasse queixa. Vik aceitou a proposta e revoltado com a violência brasileira rumou para os EUA. Mesmo recomeçando a vida limpando supermercado conseguiu tornar-se um expoente artista reconhecido mundialmente. Claro que ficamos questionando. E se ele tivesse ficado no Brasil, mesmo tendo uma situação financeira melhor, conseguiria desenvolver plenamente o seu talento?

A questão fica no ar, ma…