Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2014

Sobre o que escrever

Imagem
Abri essa página sem saber exatamente o que escrever, lembrei de uma frase do Pondé "o caráter de alguém que escreve é medido pela ausência de desejo de agradar a quem lê." e o Pondé + esse tema de não saber o que escrever me lembrou o Gregório Duvivier, pois toda segunda-feira eu leio a coluna dos dois em seqüência na Folha de SP e tenho a impressão que o segundo sempre começa os textos sem ter a mínima noção do que vai falar (muitas vezes se mantém assim o tempo todo). O fato é que já escrevi sobre isso, mas sempre vale repetir, vontade de escrever não é algo que vem sempre, e quando aparece temos que aproveitar ao máximo, no entanto escrever é como um exercício físico, quando você não está praticando a vontade não vem nunca e a inércia parece impossível de ser vencida - precisa-se de um empurrãozinho. No esporte, isso é um pouco mais simples, pois alguém pode convidá-lo para fazer junto, já no ofício da escrita, isso é quase impossível de acontecer "e aí Daniel? Tud…

Henri Matisse

Encontrei por acaso esse pequeno vídeo de Matisse produzindo sua obra numa cadeira de rodas no fim da sua carreira. Por ser um dos meus artistas favoritos não pude deixar de publicar o vídeo e também sua linda frase - Sempre há flores para aqueles que querem vê-las.



ISTO É ÁGUA - David Foster Wallace

Imagem
Há dois peixes jovens nadando ao longo de um rio, e eles por acaso encontram um peixe mais velho nadando na direção oposta, que pisca para eles e diz, “Bom dia, rapazes, como está a água?”. E os dois peixes jovens continuam nadando por um tempo, e então um deles olha pro outro e diz, “Que diabos é água?”. Se você está preocupado pensando que eu estou planejando me apresentar aqui como o peixe velho e sábio explicando o que é água, por favor não fique. Eu não sou o peixe velho e sábio. O ponto imediato da história dos peixes é que as realidades mais óbvias, ubíquas e importantes são frequentemente as mais difíceis de se ver e discutir. Declarada como uma frase, é claro, isso é só um lugar-comum banal – mas o fato é que, nas trincheiras diárias da existência adulta, lugares-comuns banais podem ter importância de vida ou morte.