Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2010

PROPÓSITO

Imagem
Quem escreve sabe como é. Além da solidão que o ato impõe há também um constante questionamento em relação ao propósito de perder tanto tempo para se colocar as idéias no papel.

Será que alguém lerá? Será que conseguirei de alguma forma contribuir com a vida das pessoas? Estas são perguntas que sempre passam na nossa cabeça de escritor. Afinal, são horas e horas de pesquisa e elaboração para que os textos saiam com qualidade.

Entretanto, às vezes acontecem manifestações como esta abaixo que nos mantém motivados a seguir trabalhando.

GUERRA AO TERROR DEVE GANHAR O OSCAR

Imagem
O Oscar deste ano está despertando uma importante discussão sobre o propósito da Arte na cultura contemporânea. Observando de longe, parece fácil adivinhar entre os dois principais concorrentes ao prêmio de melhor filme quem será o vencedor. Avatar chega para a briga com a maior bilheteria já alcançada na história do cinema, ultrapassando U$2 bilhões, outro número monumental foi o orçamento: U$ 500 milhões, também o maior da indústria cinematográfica. Repleto de efeitos especiais, o belíssimo filme dirigido porJames Cameron merece cada centavo do que arrecadou, apesar de, tal como um conto infantil, deixarclaro quem é o mau e quem é o bom.

MAIS UMA REVOLUÇÃO FRANCESA?

Imagem
A grande importância que teve esse movimento dentro da história mundial é que nunca antes a população do seu país havia tomado o poder do seu rei. A Revolução Americana que aconteceu um pouco antes da Francesa, foi diferente por desejar expulsar da terra os invasores que só estavam atrapalhando o povo local - apesar da maioria dos revolucionários americanos serem imigrantes europeus, seus filhos e muitos que lutaram pela sua liberdade, já eram estadunidenses e até mesmo aqueles que vieram da Europa sentiam os Estados Unidos como sua casa. Por isso, a Revolução Americana foi mais uma expulsão do que uma revolução, e diferente da França, sua monarquia só perdeu uma parte do poder ao ter que se retirar.

PRAGA PRESENTE

Imagem
Ela o fitou com aquele olhar de fúria que acompanha as mulheres, quer elas queiram ou saibam quer não.

- Você come devagar demais. Irrita!

Calmamente ele tentou disfarçar a vergonha que a cena gerou nas pessoas ao lado.

- O que você quer? Que eu mude minha forma de ser para agradá-la?

Ele havia ganhado oito quilos desde que estavam juntos, ficara relapso e já não se importava tanto com a capa de gordura que cobria seu abdômen. Aquilo fazia parte de um relacionamento estável, com seus amigos acontecera o mesmo. Apesar de jamais ter dito a ele, também sentia raiva disto.

- O que você quer que eu faça quando acabar meu prato? Quer que eu fique olhando para você?
Ela respondeu dando excessiva ênfase ao eu.

Calaram-se. Não pelo desconforto da discussão. Calaram-se afetados pela triste assombração que assola os relacionamentos - a falta de ter o que compartilhar. Já sabiam tudo o que passara na vida do outro. Sabiam os gostos, os sonhos frustrados, os segredos, as mais intímas ambições e…