Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2010

SINOPSES DE REVOLUCIONÁRIOS

Imagem
Hugh Hefner: Playboy, Ativista e Rebelde Quando ouvimos este nome, a imagem que nos vêm à cabeça é de um velho libidinoso e fútil que vive numa mansão com três lindas mulheres sem jamais tirar seu hobby de seda. Este documentário traz o outro lado da moeda. Quando o filme acabou uma frase revelou-se para mim – aquilo que não tem profundidade não se sustenta. Pensar na Playboy apenas como uma revista de mulheres nuas é como achar que sucesso depende unicamente da sorte. Hugh começou sua publicação em 53, período em que o sexo nos Estados Unidos era um tabu que podia dar cadeia. Em sua primeira capa a revista trouxe nada menos que Marlyn Monroe completamente nua, causando muita polêmica. A ideologia da revista influenciou o movimento de libertação sexual que aconteceu naquele país na década seguinte. Além disto, Hefner - atento aos movimentos literários - trouxe escritores expressivos para suas colunas, fez matérias investigativas que colocaram em xeque grandes nomes da política americana…

DA SÉRIE #shortcuts

Imagem
"Perguntei sobre um best seller que procurava para dar de presente. Ele pareceu não gostar muito da solicitação e me questionou sobre o que eu estava lendo. Me comovi ao ver seus olhos brilhando. Ele também conhecia Marai. Também era um apaixonado pela harmonia das frases e de suas construções perfeitas. Disse-me esbravejando que quem lia Sandor Marai não podia comprar o livro que eu procurava. Sua revolta me felicitava. Não era um bravejar irônico, era real, como se uma válvula de revolta que havia sido reprimida por tantas solicitações de livros ruins pudesse agora ser aberta, liberada. Eu me sentia simpatizado por ter alguém que entendia o mundo como eu e que gostava das coisas boas e profundas que jamais morrerão."

A OBRA DE IAN MCEWAN

Imagem
Fiz uma crítica sobre a obra de Ian McEwan um dos meus escritores favoritos.