SANDOR MARAI - CRÍTICA LITERÁRIA




Comentários

  1. Quem me dera ter o dom de manter com tanto primor o perfeito controle do fluxo narrativo, com tamanha consistência conseguir desenvolver conflitos interiores, prendendo a atenção do leitor, enquanto aborda questões tão substanciais da vida. Desenvolve o tempo na narração com o primor dos grandes ficcionistas...ele definitivamente é um dos GRANDES!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

A História do trabalho

O Peso Real de Paulo Guedes

A psicologia do MEDO