TEMPO, TEMPO, TEMPO, VOU LHE FAZER UM PEDIDO

A vida não tem se organizado direito, o tempo está confuso e tudo embaralhou desde que você disse que ia passar um tempo na Patagônia. Os dias custam a passar, a semana leva meses e muita coisa aconteceu. Achei melhor escrever uma carta, mesmo sabendo que você talvez não a receba. Parece que vivo no tempo em que um dia era uma eternidade marcado pelo nascer e o por-do-sol.

Esses dias vi uma foto sua, você estava sentada em cima de um cavalo e virada para a bunda do animal, ria o sorriso das crianças quando sabem que estão fazendo uma coisa errada. Aquele cavalo lembrou meu signo e você estar montada ao contrário parece que cada um pode estar indo para um lado, mesmo que juntos.

O calor piora tudo, deixa os dias ainda mais arrastados e a cabeça quente, não estou conseguindo respirar muito bem porque esse ar seco fechou minhas narinas. Não sei se durmo para o tempo passar ou se pego um voo e vou até onde você esta, se bem que nem isso eu sei nesse momento.

Talvez melhor que o tempo passar seja ele voltar para trás e trazer o dia que deitamos embaixo daquela árvore e eu subi até o alto para trazer as mangas para você, e depois daquilo o tempo passou sem que ninguém notasse...

Comentários

  1. Melhor viver do que deixar o tempo passar?!
    Ou
    Melhor deixar o tempo passar para viver?!
    Rs
    Vai saber...

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

A História do trabalho

O Peso Real de Paulo Guedes

A psicologia do MEDO