O poder das adversidades

Situações difíceis acontecem na vida de todos nós. O que diferencia o sábio do medíocre é que o sábio sempre vê na adversidade um aprendizado e uma oportunidade de crescimento. Ele aprende com a situação e sai dela melhor que entrou. O medíocre vê apenas uma ocorrência difícil.

Quando nos deparamos com estas circunstâncias a primeira reação é sempre reclamar e achar que coisas desse tipo só acontecem conosco. Dificilmente alguém vê na crise uma oportunidade. A decisão de se vamos crescer nesse panorama ou nos deprimir com ele é apenas nossa. Somente você pode escolher como será a sua reação quando os momentos difíceis acontecem.

O emocional é uma área muito forte dentro de nós. Apesar do ser humano se achar sapiens e pensar que é um homo intelectus, nós agimos muito mais pelas nossas emoções do que pela razão. Vejamos o exemplo de um esporte como o tênis. Todos sabem que esse jogo faz mal à coluna, que é repleto de impacto, que prejudica articulações pelo movimento repetitivo sempre feito para o mesmo lado. Não obstante, as pessoas gostam do esporte e continuam praticando-o. Isso mostra que mesmo entendendo algo, atuamos sempre segundo nossas vontades emocionais. Quando as crises ocorrem, sejam elas conjugais, profissionais ou pessoais, a parte mais afetada é o nosso campo emocional. Como ele tem grande interferência sobre o nosso poder de escolhas, podemos aproveitar esses momentos para nos modificar intensamente. Os momentos difíceis podem produzir, se bem aproveitados, os melhores hábitos de nossas vidas.

A flor de lótus é muito reverenciada na Índia e por lá é considerada sagrada. Um dos motivos é que ela vive em todos os elementos da natureza. Suas raízes são presas na lama (terra), seu caule se encontra sempre na água, sua flor desabrocha no ar e é alimentada pelo calor do sol (fogo). No entanto, sua característica mais impressionante é que esse vegetal extrai do lodo mal cheiroso da lama os nutrientes que passarão por grandes transformações, até se sublimarem em perfume para a aromatizada flor.

Aprendamos mais com as lições da natureza, que seremos mais completos, conseguindo transformar obstáculos que pareciam intransponíveis em trampolins para novas conquistas.

Comentários

  1. O perigoso não é pensar grande e não conseguir; o perigoso é pensar pequeno e conseguir!!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

A História do trabalho

O Peso Real de Paulo Guedes

A psicologia do MEDO